Desenvolvimento pleno de crianças e jovens é o tema do seminário “Alfabetização 360° na perspectiva da educação integral”

Desenvolvimento pleno de crianças e jovens é o tema do seminário “Alfabetização 360° na perspectiva da educação integral”

Nessa segunda-feira (11), em São Paulo, ocorreu o seminário “Alfabetização 360° na perspectiva da educação integral”. O senador Confúcio Moura (MDB), acompanhado do assessor técnico em educação, Waldo Alves, participou do evento, que propiciou um amplo debate sobre os possíveis caminhos e políticas públicas para a alfabetização de crianças e jovens.

“Foi um seminário amplo que tratou sobre a alfabetização com perspectiva do ensino integral, mas não no conceito de ficar o dia todo na escola. É uma educação voltada para a vida além da classe escolar. É o indivíduo no convívio com a cidade, com as pessoas, com o futuro, com o passado. A razão, o ensino, também tem esse lado sócio psicossocial, que envolve o ser humano como ente complexo”, afirma Confúcio.

O evento iniciou com a palestra da presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, que trouxe um resgate histórico do Brasil. “Gastava-se 12 anos em média para um aluno avançar da 1ª a 8ª série do ensino fundamental. Essa era a pirâmide do mal. E o que se precisava fazer era cilindrar a pirâmide. Isso tudo há 25 anos”, destacou.

Na época, os alunos permaneciam na escola por vários anos e continuavam analfabetos, devido à falta de instrução correta e no tempo adequado. O trabalho do instituto começou com os 20 prefeitos dos municípios com os piores indicadores do país. Nessa relação estava Sobral, no Ceará, com 97% de defasagem. Hoje, a cidade é um orgulho nacional, com nota 8,8 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), com desempenho em matemática superior a São Paulo.

“Hoje você precisa dar abertura ao aluno para o novo, para a tecnologia e para o conhecimento que se altera numa velocidade imensa. As competências socioemocionais são mais importantes que as cognitivas, porque abrem as portas para o novo: autogestão, resiliência emocional, engajamento com os outros (empatia e comprometimento), mais amabilidade. Enfim, tudo deve ser baseado em ciência, na evidência científica”, enfatiza Viviane Senna.

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes, afirmou que o professor é o mais importante elemento na melhoria da educação e que a política de ensino não é alterada a cada governo. O município já teve quatro prefeitos e seis secretários de educação, sempre com continuidade do projeto. “A politicagem não pode impedir o ensino de qualidade”, asseverou.

O senador Confúcio elogiou a programação e o conteúdo debatido. “Palestras maravilhosas e um networking ímpar movimentaram o evento. A alfabetização como base sustentável para a educação do futuro. Uma base interligada às tecnologias, a inovação, com respeito às competências socioemocionais”.

O seminário foi promovido pelo Instituto Ayrton Senna, com o apoio da Casa Natura Cultural e transmissão ao vivo pelo canal Futura. Contou com a presença de renomados debatedores e foi prestigiado pelo diretor-presidente do Instituto Natura, David Saad; e pela presidente-executiva do movimento “Todos Pela Educação”, Priscila Cruz (foto), dois importantes nomes na luta pela educação de qualidade no país.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não pode ser publicado.