MEC – eu tenho o nome

O futuro Ministro da Educação  do Brasil poderá ser o Deputado Thiago Peixoto, de Goiás.

Por que ele?

Porque ele é o cara. É o cara da fantástica evolução de Goiás que tem sido o Estado brasileiro com  melhor desempenho nas avaliações do Ministério. Ele e a Raquel fizeram muito.

Não adianta ficar remoendo do mesmo jeito. A melhoria da qualidade da educação no Brasil tem que ser aplicada o projeto Desfazer, de Daniel Kahneman e Amós Tversky, onde se deve perguntar: – Por que deveremos continuar sendo um dos piores do mundo? Fazendo o que sempre fez e que deu errado?

É desfazimento. É o novo método. Fazer o óbvio. O professor ensinar e o aluno aprender. É o Thiago. Seja quem for o futuro Presidente do Brasil. É o Thiago. Com amplos poderes, e o Ministério de “porteira fechada” e nada de politicagem barata e habitual.

Eu tomo a liberdade de profetizar o nome do homem que pode virar a página da educação brasileira, numa ousadia incrível, para permanecer no cargo por vinte anos seguidos. Aí sim, tudo será melhor, o Brasil fará a virada de um país que vive sempre em crises crônicas.

E só a educação pode salvar o Brasil e fazer o grande contrato entre as gerações.