Saúde Pública: sonho e realidade

Saúde hospital

Hospital Infantil Cosme e Damião: um marco no avanço da saúde pública no Estado.

Em Rondônia, a Saúde Pública melhorou bastante, embora não esteja perfeita. Os avanços são inegáveis e perceptíveis por quem precisa usar o serviço público. Dias atrás um programa de TV de grande audiência exibiu uma reportagem sobre a  situação da saúde no País. Diferentemente de outros tempos, Rondônia não apareceu na lista do caos. Mas pra chegar onde estamos hoje foi preciso muito planejamento e uma inversão de prioridades no investimento de recursos para superar os obstáculos.

A perfeição nesta área não existe em lugar nenhum do mundo. Estamos subindo uma escadaria, degrau a degrau. Já subimos trezentos, faltam outros tantos. O avanço já conquistado está salvando muitas vidas e proporcionando atendimento digno e humanizado a milhares de pessoas.

Saúde e suas melhorias

Eu poderia aqui enumerar as melhorias na saúde, mas me faltará espaço. Poderia falar da nova POC, do Hospital Infantil Cosme e Damião com recorde de atendimentos, do João Paulo II sem pacientes no chão, dos novos leitos no Hospital de Base, do Hospital de Barretos de combate ao Câncer e dos hospitais regionais que funcionando muito bem.

Mas ao final deste artigo gostaria de dizer que a minha grande obra na área da saúde será entregar o Hospital de Urgência e Emergência aos rondonienses. Ele está em obras nos fundos do HB, em Porto Velho. O Novo João Paulo resgatará uma dívida  histórica. O velho e criticado JPII já deu sua parcela de contribuição. Bem ou mal, salvou muitas vidas. Agora é hora de virar esta página. Teremos um novo hospital de urgência e emergência, mais um passo no caminho de uma saúde pública digna para todos os rondonienses.

Vamos em frente, Rondônia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.