Confúcio Moura informa que projeto de inovação e tecnologia nas escolas será lançado na próxima sexta-feira em Ji-Paraná

O Projeto, custeado com emendas de mais de R$ 20 milhões do senador, conectará as escolas na internet, modernizando processos administrativos e pedagógicos, integrando professores, alunos e seus responsáveis

Ao utilizar o Plenário Virtual do Senado Federal durante a Sessão Deliberativa Ordinária Semipresencial dessa terça-feira (03), o senador Confúcio Moura (MDB-RO) afirmou que na próxima sexta-feira (06), acontecerá na cidade de Ji-Paraná, em Rondônia, o lançamento do Projeto de Informatização Escolar. Esta ação tem a participação ativa do Instituto Federal de Educação (IFRO-RO).

De acordo com o senador, o projeto consiste na criação, implantação e manutenção de um sistema de gerenciamento acadêmico e interface com usuários das escolas de educação básica no estado.  O parlamentar, que participará da solenidade, informou que o Projeto envolve o desenvolvimento de software e aplicativos de smartphone para profissionais de educação, alunos e pais – além da aquisição de equipamentos para as escolas e laboratórios temáticos de 22 municípios de Rondônia.

Confúcio Moura enfatizou que os recursos são de emendas destinadas por ele e que não haverá interrupção. “Nós vamos dar continuidade ao projeto durante todo o nosso mandato para que, realmente, torne-se um projeto sustentável, associado a outras ações voltadas para a educação, como a valorização dos profissionais de educação, a melhoria das instalações e, também, a avaliação de desempenho e da qualidade da educação”, fez questão de destacar.

Ao finalizar, o parlamentar destacou que o “Projeto de Informatização Escolar” é uma contribuição pessoal do seu mandato para o desenvolvimento da educação de qualidade. “Eu venho falando que cada um deve fazer a coisa de acordo com o que é possível fazer. Eu vejo que eu tenho condição de fazer e estou fazendo, destinando recursos importantes para alunos da educação básica de 22 municípios do nosso estado”, concluiu  o senador.

Foto: Agência Senado/Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.