Confúcio Moura anuncia recursos para concluir obra da Creche da Zona Sul de Ariquemes

Confúcio Moura anuncia recursos para concluir obra da Creche da Zona Sul de Ariquemes

Segundo a secretária de educação do município, obras estão paralisadas há mais de seis anos

Em visita técnica para levantamento da situação estrutural da Creche da Zona Sul de Ariquemes nesta terça-feira (27), o senador Confúcio Moura (MDB/RO) anunciou que irá viabilizar recursos em favor da conclusão das obras da instituição de ensino que estão paralisadas há mais de seis anos. O parlamentar estava acompanhado da secretária municipal de educação de Ariquemes, Elenice Salete Medeiros Piana.

De acordo com o senador, no município há quatro creches com obras inacabadas. “No Brasil, são milhares na mesma situação. Isso é uma vergonha para o país. Começam-se obras novas, com velhas paradas. Simplesmente inadmissível”, lamentou, acrescentando: “mas em Ariquemes vamos concentrar esforços para concluir a obra desta creche, na Zona Sul. Destinarei recursos para recuperar toda a estrutura e oferecer o atendimento à comunidade. A prefeita Carla Redano pode contar comigo”, assegurou o senador.

“Recebemos com muita alegria o senador Confúcio aqui, e com esta boa notícia de retomar essa obra paralisada há mais de seis anos. Sabemos que ele sempre teve carinho pela educação e tem lutado muito em favor dela no Senado. E a educação é um investimento que de fato precisamos ter. As crianças do bairro e dos demais precisam muito desse espaço. De antemão, em nome da prefeita que também tem se preocupado com a educação, agradeço pela parceria e por nos presentear com estes recursos para conclusão destas obras”, afirmou Elenice.

Perigos

Durante a visita técnica, a cuidadora Vilma Cardoso relatou que o pavilhão abandonado da creche da Zona Sul, onde ela trabalha, vem sendo utilizado por vândalos e usuários de drogas, servido de abrigo para animais peçonhentos como cobras, e oferece riscos às crianças, que pulam o muro para brincar no local e subir nos telhados.

“Sempre estou por aqui chamando a atenção das crianças, pedindo para se retirar, e aos usuários para sair. E vira e mexe mato uma cobra aqui”, disse.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não pode ser publicado.