Comissão da Covid-19 debate medidas para retomada da economia

Comissão da Covid-19 debate medidas para retomada da economia

Os efeitos econômicos da pandemia e as medidas a serem estudadas para mitigar a crise nos estados serão o tema da próxima audiência pública da Comissão Temporária da Covid-19 (CTCOVID19), na segunda-feira (4). O debate, proposto pelo presidente da comissão, senador Confúcio Moura (MDB-RO), será feito em caráter remoto, a partir das 10h, e poderá ser acompanhado nos canais da TV Senado pelo YouTube.

Participam da audiência o secretário de Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo e ex-ministro da Economia Henrique Meirelles; o presidente do Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da Federação do Comércio de São Paulo, José Pastore; o diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI), Felipe Salto; e o consultor de Orçamentos do Senado Federal Fernando Moutinho.

Na justificativa do requerimento, Confúcio esclarece que o debate visa detalhar, com participação de especialistas, o atual cenário econômico do país, por meio de uma análise estratégica quanto a riscos, oportunidades e fragilidades que precisam ser superadas. Para ele, é preciso apontar possíveis alternativas, no âmbito dos Poderes Legislativo e Executivo, visando à mitigação dos impactos e à retomada do desenvolvimento, incluindo o orçamento público.

“A economia tem se demonstrado fragilizada perante a pandemia. Desemprego, mortalidade empresarial, dentre inúmeros impactos, se destacam como catastróficos e impeditivos de uma retomada consciente. Percebe-se a necessidade de uma análise criteriosa e participativa, com opinião de especialistas quanto aos rumos do país. Eis que não podemos errar e a situação é inédita e grave”, observa o senador no requerimento.

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Fonte: Agência Senado

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não pode ser publicado.