Categoria: Poemas e Crônicas

Home / Poemas e Crônicas
Poesia a forceps
Post

Poesia a forceps

Saí na madrugada, caminhando, correndo, intervalando, os primeiros movimentos de gente na rua eu pensei em poesia, puxar da visão do céu ainda trancado puxar da minha mente preguiçosa, palavras fortes, se não tiver palavras fortes palavras doces, cheirosas, matutinas Fiquei esperando entrar as metáforas, elas não vieram fiquei esperando os insights, eles não vieram...

A ressignificação do professor sob o olhar dos pais
Post

A ressignificação do professor sob o olhar dos pais

Tempos difíceis, mas também oportuno para debruçarmos em novas aprendizagens. O cenário atual trouxe uma nova significância às famílias sobre o papel e a importância da educação.  Os pais, salvo exceções, nunca reconheceram tanto o valor do papel do professor na mediação entre o que se ensina e o que se aprende. Nunca foi tão...

De sol a sol a solidão
Post

De sol a sol a solidão

De sol a sol a solidão E pão e água e álcool De sol a sol a reclusão Transpirar esse ar miúdo Amansar esses dias de pó Comer da cal de dentro De sol a sol soletrar quem nos falta Contar os que nos cercam Relembrar encontros Suspirar ausências De sol a sol a solidão...

Brasília
Post

Brasília

Da minha janela Decolo… Sobrevoo agora o Paranoá Cruzo os arcos da Ponte JK. Continuo  meu voo Suave De braços abertos Como uma  asa delta. Dou uma olhadinha para o céu Largo… Famoso… Azul… Agora estou plainando Sobre os palácios Do Planalto e Da Alvorada. Mais adiante as abóbadas Côncava e convexa dos poderes Que...

O Vírus e o Verbo
Post

O Vírus e o Verbo

2020 O ano da revelação Do escancaramento De uma bruxa malvada… Que na sua vingança Rasga a roupa do herói. Rasga o verbo… Desfia o rosário… Joga na sua cara Seus pecados capitais. Sua vaidade Sua avareza Sua corrupção… Puxa a toalha da mesa Joga as taças no chão. Abri a Caixa de Pandora Solta...

MANTRA
Post

MANTRA

BRASÍLIA, 5 de abril de 2020 MANTRA é a palavra dos monges. Dos meditadores. Que se pode repetir para deixar o pensamento sumir, viajar, perambular, ir e voltar. Relaxar. Tirando de lado o isolamento pelo “corona”, uma prisão domiciliar, aproveita-se o momento para divagar por tempos, mundos vividos e não vividos. Porque tem sim, os...