Poemas e Crônicas

Andes

Andes

Por certo nada que existe aqui, nesta cordilheira, existiu por aqui em milhões anos desconhecidos Claro que as coisas da natureza têm suas próprias necessidades de acontecer Assim como temos necessidades do movimento, mesmos os simples, como piscar os olhos. Nos mares e camadas profundas da terra há milagres em celebração acontecendo sempre. E milagres…

Quentossauro

Quentossauro

Do ermo subterrâneo jorra água a quarenta graus. Por certo é magma vulcânica não resolvida e fica ali gotejando respingos eternos. Por cima morros crocodilianos com jardinagem rala e torta.   Para ter sentido as palavras devem dizer verdades. Porque as palavras são como raízes, seguram pedras e o solo das ladeiras, mesmo que a…

O idiota no restaurante francês

O idiota no restaurante francês

Nunca tinha visto falar a palavra cardápio. Ainda mais o significado dele. Meu costume, como ” milico” era comer no racho do quartel. Tomar uma média de leite com café no Bar do João.  Um pão francês com manteiga. E, de vez quando, um pedaço de pudim de padaria. Lá vai o tempo passando. Evoluí…

Poema didático

Poema didático

Já tive um país pequeno, tão pequeno que andava descalço dentro de mim. Um país tão magro que no seu firmamento não cabia senão uma estrela menina, tão tímida e delicada que só por dentro brilhava. Eu tive um país escrito sem maiúscula. Não tinha fundos para pagar a um herói. Não tinha panos para…

Uma crítica sem arte

Uma crítica sem arte

Eu gosto de circo. Não me pergunte o motivo. Gosto porque gosto. Gosto porque rio. O riso de boca bem aberta. O meu riso é escandaloso. Por isso, gosto de circo, de palhaço, de mágica, de encantos. Eu gosto de música. Não pergunte a diferença de “rap, funk, hip hop”, nem me pergunte porque adoro…

Desproporção

Desproporção

Nós queríamos educação de qualidade, mas a solução veio com as armas ! Queríamos uma sociedade mais justa, onde as pessoas não tivessem seus sonhos furtados por quem lhes deveria garantir e efetivar direitos. Olho com muita tristeza, a desproporção entre quem tendo tudo desperdiça. Enquanto uma grande parcela míngua, outra nada na ganância e…

Os “quero-quero”

Os “quero-quero”

De vez em quando me bate a bendita insônia. Eu fico teimando, ali, quieto, de olhos fechados, cutucando o cérebro, procurando o que não guardei. E vai assim. O pensamento viajando, como céu estrelado, penetrando em labirintos, escapa, sei lá! Chego a flutuar, em vez de sonhar, nesse estado de latência. Os ouvidos ficam, na…

Capão de mato

Capão de mato

ver de longe um capão de mato entre veredas monótonas, sonolentas lá dentro tudo é diferente ralos florais, aqui e ali um jotabá altaneiro no mais a ilusão do capão de mato viçoso e compacto nada é verdadeiro afora a fantasia é assim na vida real capão de mato piados de mutuns. pombas verdadeiras e…

Vivência de 48 anos

Vivência de 48 anos

São histórias. Todo mundo tem as suas. Hoje, vou contar para vocês sobre o meu casamento, e dois anos depois a nossa maior aventura. De mudarmos para uma cidade imaginária. Num lugar chamado Território Federal de Rondônia. Como nos filmes de ficção. E vamos lá.

Transver a vida

Transver a vida

Ali um monte de bêbados na praça. Não longe, os hippies, jogados sobre mantas no chão, tecem bijuterias, mostruários expostos, barbas e cabelos a lá Bob Marley, vidas e opções alternativas. A vida se armando do jeito de cada um. Esticar o olhar distante, sem fios, sem causa, de se pensar em quase nada. E…