22/06/2022 Pronunciamento do senador Confúcio Moura sobre o Núcleo Roosevelt Mata Viva

Plenário do Senado72ª Sessão Deliberativa Ordinária (Semipresencial) da 4ª Sessão Legislativa Ordinária da 56ª Legislatura

Secretaria Geral da Mesa
Secretaria de Registro e Redação Parlamentar

O SR. CONFÚCIO MOURA (Bloco Parlamentar Unidos pelo Brasil/MDB – RO. Para discursar. Por videoconferência.) – Sr. Presidente, Senadoras, Senadores, eu hoje participei de um evento muito importante lá no Estado de Rondônia, por videoconferência, sobre o Núcleo Roosevelt Mata Viva. Ele é um evento que estimula, a partir de baixo, de nós para nós mesmos, a manutenção da floresta em pé, mas, para manter o desmatamento zero, é necessário uma motivação, um interesse, por parte dos proprietários que têm na reserva legal das suas propriedades a floresta, conforme preceitua o Código Florestal, no caso, 80% na Amazônia. É muita floresta em pé.

Muito bem. Mas o desmatamento avança, como é denunciado e falado mundo afora. E como é que a gente faz para conter o desmatamento? Deve haver um motivo compensador para que não se desmate. E isso foi proposto hoje nessa audiência pública por iniciativa das empresas privadas e pessoas, proprietários rurais que estão procurando um meio, lá em Rondônia, de incentivar a manutenção da floresta em pé, isto é, monetizando a árvore em pé, que estoca carbono, não o carbono sequestrado da natureza, mas o carbono estocado. Isso será devidamente monetizado, certificado, e serão oferecidos papéis, notas que os bancos possam aceitar e remunerar. E hoje, inclusive, lá havia dois bancos presentes nessa audiência pública: o Banco da Amazônia e um banco cooperativo. Isto é extremamente histórico, importante, sobre a compensação, o pagamento de serviços ambientais e manutenção da floresta em pé.

Então, eu gostaria muito que, neste ano eleitoral, os candidatos, os presidenciáveis apresentassem em suas propostas alguma coisa para conter o desmatamento. A imagem brasileira é muito ruim internacionalmente, e muito mais agora.

Peço um minuto para concluir, Sr. Presidente.

Então, eu participei do evento. Vou assistir a todos as palestras que se seguiram na audiência pública – importantíssimo –, e eu, neste momento, mostro para os senhores que é possível conter o desmatamento na Amazônia desde que haja uma compensação no mercado de capitais pelo estoque de carbono da floresta, e isso foi mostrado hoje com a criação do Núcleo Roosevelt Mata Viva, lá no Estado de Rondônia. Isto é muito importante. E eu gostaria muito que esse debate se ampliasse agora no ano eleitoral, na campanha, para que os brasileiros pudessem ver e acreditar numa proposta ambiental segura, confortável e que inspirasse um respeito internacional pelo Brasil.

Era só isto, Sr. Presidente.

Muito obrigado.

O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Pacheco. Bloco Parlamentar PSD/Republicanos/PSD – MG) – Obrigado, Senador Confúcio Moura.

Estamos em processo de votação nominal.

Com a palavra, pela ordem, o Senador Oriovisto Guimarães.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.